30/06/2020 04:14
Cozinha autoral: Mayú reabre para almoço com menu temático
A cada semana o menu passeia pela gastronomia asiática, brasileira, italiana e francesa

Com a retomada das atividades dos restaurantes em Fortaleza, o Mayú reabre suas portas no Senac Reference, adotando as orientações de funcionamento conforme decreto estadual, bem como todos os protocolos de segurança dos alimentos e de higienização recomendadas pela OMS e pelos órgãos competentes. Sendo assim, o horário de atendimento é de 11h às 15h com o menu de almoço, composto por entrada, prato principal e sobremesa. Esse apresenta semanalmente as cozinhas da Ásia, do Brasil, da Itália e da França, repetindo essa sequência a cada mês.

De 29 de junho a 03 de julho, é a vez da culinária Brasileira. O cliente pode optar entre Carneiro Guisado com Farofa de Cuscuz e Peixe com Molho de Moqueca e Leite de Castanha do Pará com Óleo de Urucum, entre os pratos principais.  Na sequência, os apreciadores da cozinha italiana vão degustar os tradicionais Spaghetti a la Carbonara ou Ossobuco, sendo esse último servido com risoto a base de parmesão e óleo de salsa.

Da tradicional culinária francesa, o Mayú traz o Boeuf Bourguignon - carne bovina cozida em molho à base de vinho tinto, bacon e cebola acompanhado de batata assadas com cebola caramelizada e manteiga; e um pargo hollandaise de dill com aspargos e ervilha torta no vapor. Rica em especiarias, a cozinha da Ásia é representada pelo Chicken Massala com Arroz de Coco e Cardamomo ou pelo Pad Thai - macarrão de arroz, salteado em molho de peixe, amendoim e camarão em óleo de gergelim.

As opções de entrada e sobremesa são igualmente surpreendentes em inventividade e sabor no menu do almoço.

Protocolos de segurança

Primando pela segurança dos clientes e colaboradores, o Mayú está operando com 50% da sua capacidade, garantindo o distanciamento entre as mesas e as pessoas. Os clientes podem sentar-se à mesa lado a lado ou frente um ao outro com distância mínima de um (01) metro, sendo admitido apenas dois (02) ocupantes por mesa. Se forem da mesma família, mais de dois ocupantes estão permitidos.

Diversas outras medidas foram adotadas, como disponibilidade de álcool gel a 70%, reforço nos procedimentos de higienização de todo o espaço e implantação de novas medidas no atendimento ao cliente. “Além disso, é importante destacar que a equipe do Mayú foi preparada para que a retomada das atividades atendesse a todas as normas estabelecidas pelas autoridades sanitárias face a pandemia pelo novo corona vírus” afirma Geysa Câncio, da Consultoria Senac.

“A Organização Mundial da Saúde não apontou evidências de contaminação pelo novo corona vírus por meio de alimentos. Contudo, é fundamental o atendimento às Boas Práticas de Manipulação dos Alimentos nesse momento, para assegurar a produção e entrega de alimentos seguros aos clientes. Tais práticas reduzem o risco de outras enfermidades, pois reforçam a higiene e a qualidade em toda a cadeia de produção”, reforça Geysa.

Sobre o Mayú - A comida autoral é o carro-chefe do Mayú, restaurante localizado na mais moderna unidade do Senac no Ceará, o Senac Reference. O nome de origem Tremembé, povo indígena do Ceará, significa comer, sendo sua proposta transformar esse ato essencial à vida em uma experiência gastronômica singular.

A cozinha do Mayú prioriza insumos locais e contribui para a sustentabilidade da cadeia produtiva. À mesa, sabores e técnicas da cultura alimentar nordestina que trazem à tona nossas histórias e memórias, em apresentações que refletem toda a liberdade para criar da equipe comandada pelo chef Ivan Prado.

 

SERVIÇO

RESTAURANTE MAYÚ

Local: Senac Reference (Av. Desembargador Moreira, 1301 – 4º andar).

Funcionamento: De 2ª a sexta-feira, de 11h às 15h.

Informações e reservas: (85) 3208.1609/ (85) 99430.9755

29/06/2020 04:47
Conheça as medidas de apoio à retomada econômica para as empresas no Ceará
Fecomércio tem dialogado com o Governo desde o início da pandemia para atender os pleitos das empresas

O presidente do Sistema Fecomércio Ceará, Maurício Filizola, participou nesta quinta-feira, 25, do anúncio das Medidas de Apoio do Governo do Estado à Retomada Da Economia Cearense nas redes sociais. São 23 medidas anunciadas pelo Executivo estadual, elaboradas após evolução de análise de propostas e diálogo com o setor produtivo e o Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Fazenda (Sefaz), que acatou a solicitação destes setores.

Maurício Filizola comemorou o anúncio, lembrando que desde o início das medidas de isolamento social e fechamento do comércio, a Federação defendeu a realização de um plano para a retomada econômica do Estado. “Essa construção coletiva e permeada de aprendizados é própria do nosso atual momento, a situação que vivemos não tem histórico. Tivemos que aprender à medida que vivenciamos cada desafio”, pontuou.

Dentre as medidas estão: facilitação do pagamento de tributos para atividades econômicas que tiveram queda de operações; prorrogação de execuções fiscais e protestos extrajudiciais; desobrigação da EFD para os contribuintes do Simples Nacional; facilitação da devolução de valores relativos a processo de ressarcimento; implantação de Agenda Tributária, facilitando a vida do contribuinte e a criação de um grupo de trabalho da Sefaz e de representantes dos contribuintes para intensificar a simplificação e desburocratização do processo tributário no Ceará, além de outras.

O consultor jurídico da Fecomércio, Hamilton Sobreira, destaca ainda duas medidas importantes para esse momento de retomada: o parcelamento do ICMS e a prorrogação do Feef, que não será cobrado em 2020. “O adiamento de algumas obrigações acessórias e a simplificação não poderiam ter vindo em momento melhor”, avaliou.

Iniciativas e defesas

Maurício Filizola destaca que para propor ao Governo as medidas de apoio aos setores econômicos para a retomada da economia, a Fecomércio, em março, realizou pesquisas com empresários para obter dados necessários para o posicionamento da Federação. “Ouvimos os Sindicatos, apresentamos propostas para o Governo para que as demandas dos empresários da nossa base, fossem ouvidas”, destacou.

Filizola lembra também que a Federação integrou o Grupo de Enfrentamento, buscando por meio do diálogo, o equilíbrio constante entre a preservação de vidas e das empresas, além de ouvir os diversos setores produtivos, os técnicos das áreas de saúde, os órgãos e instituições. “Tivemos uma participação ativa no Grupo Técnico que elaborou o Projeto da Retomada em quatro fases. Estivemos presentes, firmes em defesa do comércio de bens, serviços e turismo”, pontuou.

A Fecomércio também uniu forças com as demais instituições do setor produtivo em defesa de medidas que contribuam com a retomada das atividades, em reuniões com a Sefaz. “Trabalhamos incansavelmente para que os pleitos das empresas fossem ouvidos e atendidos”, destacou Maurício Filizola.

20/06/2020 05:00
Webinário orienta empresas terceirizadas sobre novas relações com poder público
Especialistas debatem os cuidados necessários nesse novo momento

Diante deste cenário de incertezas e de superação, causadas pela pandemia da Covid-19, o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Ceará (SEACEC), em parceria com Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado do Ceará (Sindesp CE), promove o Webnário “Compliance e Governança em Tempos de Covid-19”, nesta segunda-feira, 22 de junho, às 17.

Com o decreto de Estado de Calamidade Pública, reconhecido pelo Congresso Nacional, a Governança e o Compliance, tanto nas organizações públicas quanto privadas, tornam-se ainda mais indispensáveis. O cenário está em constante transformação com redução de valores dos contratos, possibilidade de contratações diretas e emergenciais, renegociação de contratos. Dentre outros efeitos, tem influenciado diretamente a relação entre o Poder Público e as empresas que prestam serviços para a administração pública.

De acordo com o presidente do SEACEC, Fabiano Barreira da Ponte, o encontro tem como objetivo debater os principais cuidados que devem ser adotados nos processos de contratação e também de execução dos serviços públicos, por meio de uma gestão eficiente e com planos estratégicos, mediante as mais diversas situações jurídicas decorrentes dos efeitos da pandemia.

Entre os participantes convidados do Webinário estão: Augusto Nardes, Ministro do Tribunal de Contas da União; João Carlos Mayer Soares, Juiz Federal, Mestrando e Doutorando do Curso de Ciências Jurídicas da Universidade Autónoma de Lisboa; e Jaques Reolon, Conferencista, Mestre em Direito Administrativo e Doutorando em Direito.

O webinário é aberto ao público e pode ser acessado através do link na plataforma Zoom: https://us02web.zoom.us/j/87390306681 .

Serviço

Webinário Compliance e Governança em Tempos de Covid-19

Data: 22 de junho

Horário: 17h

Link plataforma Zoom: https://us02web.zoom.us/j/87390306681

19/06/2020 12:52
Entenda as fases de retomada e os protocolos para reabertura do comércio
Fecomércio Ceará elabora e-books que simplificam e organizam as informações

A volta gradual do comércio no Ceará gerou bastante expectativa, mas também dúvidas. Isso porque são várias fases de reabertura e protocolos para os estabelecimentos reabrirem suas portas. Para esclarecer e informar melhor, a Fecomércio preparou dois e-books sobre todas as fases de retomada das atividades econômicas e acerca dos protocolos contendo as normas necessárias para um bom funcionamento. O conteúdo está disponível no site da Federação.

Quais atividades podem funcionar? O que abre na Fase de Transição? E na 1ª Fase? E em que horário essas atividades podem funcionar? Os e-books idealizados pela Fecomércio organizou todas as informações e dados para serem compreendidos de maneira fácil e simples.

Fases

O e-book “Retomada das Atividades Econômicas no Ceará”, além de explicar quais atividades econômicas estão contempladas em cada Fase estabelecida, também informa sobre os critérios considerados para o início de cada etapa e sobre como vai ser o processo de monitoramento, por parte do Poder Público. Esclarece também sobre o escalonamento e detalha os horários das atividades econômicas.

O segundo e-book traz os protocolos referentes ao setor do comércio. Além do protocolo geral, para todas as atividades econômicas, seguindo as determinações da Organização Mundial da Saúde (OMS). São normas sobre turnos de trabalho, equipamentos de proteção, condições sanitárias e saúde dos funcionários.

Recomendações

Todos os protocolos foram elaborados pelo Grupo Técnico de Trabalho para a Retomada Responsável das atividades econômicas no Ceará. O documento é um trabalho de curadoria proposto pelas entidades representativas dos setores e segue as recomendações das autoridades de saúde.

“A estratégia de retomada foi pensada também por nós, de forma responsável e segura tanto para os trabalhadores, os empresários e os consumidores. O retorno da cadeia produtiva é um muito positivo e animador, pois é o início da recuperação econômica do nosso Estado”, destacou o presidente da Fecomércio Ceará, Maurício Filizola.

De acordo com ele, os e-books são mais uma iniciativa da Federação em orientação os empresários do comércio de bens, serviços e turismo do Estado e de bem informar a população. “Desde o início do isolamento social a Federação vem esclarecendo e debatendo sobre todas medidas e decretos dos governos e sobre ações para o setor”, destacou.

17/06/2020 03:00
Webinar debate implantação de novos protocolos de higienização na rede hoteleira
Programação do Tudo em Casa Fecomércio acontece até 19 de junho com vídeos e lives

É um consenso que a economia está sendo fortemente impactada pela pandemia, no entanto, para alguns setores as perdas são ainda maiores. Entre estes, está o Turismo. De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), as perdas do setor, entre os meses de março e maio no Brasil, somam R$ 88 bilhões. No Ceará, o número chega a R$ 1,88 bilhão.

Para superar esses prejuízos e retomar os postos de trabalho perdidos, empresas e entidades dos setores de Turismo, Hotelaria e Eventos já estão se organizando para pensar estratégias que permitam um retorno responsável das atividades, sem perder de vista os riscos que o coronavírus ainda representa. Outra preocupação é como estimular que as pessoas voltem a investir nessas atividades.

Em consonância com essas necessidades, o Senac preparou uma programação especial para o Tudo em Casa Fecomércio, entre os dias 15 e 19 de junho. A semana será toda dedicada ao tema, com lives, vídeos e até um webinar. Entre os assuntos que serão tratados estão dicas para agências de viagens, tendências em eventos e os novos protocolos sanitários exigidos.

Protocolos para hotéis

Além de bastante impactados pelas perdas neste período, os hotéis têm um grande desafio pela frente: impedir a proliferação do vírus em seu interior. Com uma grande circulação de pessoas vindas de todos os lugares do mundo, esses estabelecimentos precisam de cuidados extras no novo contexto. Essas medidas e as melhores formas de coordená-las serão o tema do webinar A atuação da Governança Hoteleira na implantação de novos protocolos de higienização e limpeza de UHs, que acontece na sexta-feira (19), a partir das 17h, através de videoconferência.

Com as participações de Ricardo Luís Paiva de Miranda, empresário e consultor de higienização profissional; Dulce Miranda, gerente geral do Carmel Cumbuco e Roberto Maia Farias, coordenador de hotelaria hospitalar do Hospital Regional Unimed, o evento será mediado pela consultora de Turismo, Hospitalidade e Lazer do Senac, Cíntia Oliveira.

As inscrições para o webinar são gratuitas e podem ser realizadas através do link https://bit.ly/websenac1906.

Semana do Turismo

A programação da semana começou com a live A Retomada Responsável do Turismo no Estado do Ceará, que aconteceu na segunda-feira (15), às 17h. A live foi conduzida pela presidente do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio-CE (CETUR), Circe Jane Teles da Ponte, e contou com a participação de Régis Medeiros (Presidente da ABIH CE); Enid Câmara (Presidente da ABEOC CE) e Alberto Augusto (Presidente do Sindicato dos Guias de Turismo do Ceará). Toda a programação está sendo transmitida no perfil do Senac Ceará no Instagram (@senacce).

Na terça-feira (16), também às 17h, aconteceu a live Eventos Híbridos e Virtuais – Os Bastidores na Organização de Grandes Eventos. Dessa vez, a moderação ficou por conta da instrutora de Eventos do Senac Malu Cavalcanti. Participaram da live Davi Saraiva, expert na área de Transmissão Online e CEO do Grupo Qualymusic, e Cid Hertz, diretor da SPLASH Eventos e professor universitário.

Ao longo da semana, o Senac publicará vídeos com dicas de instrutores da instituição sobre outros assuntos relacionados aos setores. Os temas incluem turismo de experiência no Cariri, fidelização de clientes e retomada nas agências de viagens e descarte de resíduos na hotelaria durante o período de pandemia. Os vídeos também serão divulgados no Instagram do Senac Ceará. 

 

16/06/2020 11:55
Saiba como fazer planejamento de vendas e se destacar no novo mercado
Senac Comércio realiza workshop online e gratuito nesta quarta-feira, 17, às 19h

Planeje suas vendas para a retomada e o novo mercado! Esse é o tema do primeiro workshop online promovido pelo programa Senac Comércio. Com foco nas necessidades do comércio diante da volta das atividades de mercado e o “novo normal” estabelecido após a pandemia de Covid-19, o workshop é gratuito e acontece na quarta-feira (17), às 19h. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas no site https://www.ce.senac.br/senaccomercio/.

Com transmissão pelo Youtube do Senac Ceará (Youtube/senacce), o workshop vai ser ministrado pelo instrutor do segmento de Gestão e Negócios, Jean Ricardo.  “Diante de tantas mudanças acarretadas pela pandemia e pelo isolamento social, vamos levar aos gestores, empresários e empreendedores informações e estratégias de comunicação, vendas, gestão financeira, além de logística e pós-venda, considerando o cenário atual e o novo normal, para que sua empresa se destaque no mercado”, convida Jean.

Sobre o Programa Senac Comércio

Baseado nas demandas do setor, o Senac Brasil apresenta 110 novos cursos na área do Comércio, voltados para inovação, por meio do programa Senac Comércio. Resultado do Fórum Setorial do Comércio, o programa foi elaborado para atender as necessidades do empresário, por meio de formações rápidas e estratégicas para seus negócios. Desenvolvido por consultores especialistas, apresenta um portfólio diverso de cursos de aperfeiçoamento profissional nas áreas de Finanças, Logística, Comércio Exterior, Marketing e Vendas, no setor do comércio de bens, serviços e turismo.

Sobre o instrutor

Jean Ricardo é instrutor do Senac, consultor e palestrante com formações no Brasil e exterior, experiência em organizações, públicas e privadas, nas áreas de treinamento e desenvolvimento pessoal e organizacional, criatividade, inovação, dentre outros. Especialista em Gerenciamento de Projetos pela Faculdade Farias Brito. Formado em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Boa Esperança (FAFIBE) e em Informática pela Universidade Vale do Acaraú (UVA/CE). Possui ainda certificação em Master Coach pelo Metaforum International, International Association of Coaching Institutes (ICI), Germany Coaching Association (DVLNP), European Coaching Association(ECA), World Coaching Council (WCC), em Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching, em Analista Comportamental pelo Instituto Brasileiro de Coaching, em Practitioner PNL pelo Richard Bandler Approved Institutes(EUA) e em  Processos Criativos (Design Thinking) pela Perestroika e em  LEGO® SERIOUS PLAY®  Methods and Materials pela Strategic Play (EUA/Canada/Panamá/Brazil).

 

SERVIÇO

Workshop Planeje suas vendas para a retomada e o novo mercado!

Data:  17/06 (quarta-feira)

Horário: 19h

Inscrições e informações: https://www.ce.senac.br/senaccomercio/

Gratuito

15/06/2020 10:41
Atenção à violência contra idosos. Sesc promove campanha nacional de conscientização
Iniciativa acontece de 15 a 21/ 06 e visa promover o debate sobre o envelhecimento digno, saudável e tranquilo

Enquanto todos buscam se proteger da ameaça da Covid-19, a preocupação com os idosos é ainda maior. O grupo está entre os mais vulneráveis ao coronavírus e, por isso, precisa estar de forma efetiva em isolamento social, de modo a minimizar os riscos de contágio. No entanto, é estando em seus lares que muitos deles estão sendo vítimas de violência. De acordo com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), nos cinco primeiros meses de 2020, houve um aumento de 32,5% no número de denúncias em relação ao mesmo período do ano passado. Para alguns especialistas, esse crescimento significativo pode estar relacionado ao isolamento social, uma vez que parte considerável dos casos acontece dentro de casa.

Como forma de alertar a população para esse problema e propor uma reflexão sobre o tema, o Sesc dá início nessa segunda-feira (15), Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, a uma campanha nacional de mobilização a partir de uma série de ações que acontecerão virtualmente de 15 a 21 de junho, com o tema “Onde mora a violência?”. No primeiro dia, às 16h, será realizado um bate-papo online com participação de Alexandre Kalache, idoso, presidente do Centro Internacional da Longevidade Brasil (CILB), membro do Conselho Consultivo das Cidades e Comunidades Amigas do Idoso da OMS; Alexandre Silva, doutor em Saúde Pública (USP), Professor adjunto do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ); Conceição Evaristo, idosa, escritora brasileira, doutora em Literatura Comparada na Universidade Federal Fluminense.

Com transmissão pelo www.youtube.com/sescsp, a live vai discutir, dentre outros temas, o processo de envelhecimento, o papel da sociedade em relação à valorização, ao respeito e à garantia de direitos da pessoa idosa e qual o nosso papel no enfrentamento à violência dos longevos neste período de pandemia. Além disso, durante todo o período da campanha, serão divulgados nas redes sociais do Sesc e em aplicativos de mensagem, como o Whatsapp, conteúdos de comunicação como forma de conscientizar a população sobre os diferentes tipos de violência sofridas pelos idosos.

Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa, em 2006. A data tem como principal objetivo criar uma consciência mundial, social e política da existência da violência contra essas pessoas, a partir da apresentação, do debate e do fortalecimento das diversas maneiras de prevenção, como forma de garantir o envelhecimento digno, saudável e tranquilo da população. 

Ações locais

As unidades do Sesc em todo o País também realizarão intervenções locais ao longo da campanha, envolvendo a temática. Enquanto entidade apoiadora do Fórum Cearense de Políticas para o Idoso - FOCEPI, O Sesc Fortaleza estará enquanto articulador, juntamente a este Fórum e a Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa - OAB Ceará, divulgando a Campanha "Violência Não", com destaque para a realização de uma live no dia 18 de junho, às 15h, pela plataforma Zoom. O evento, que será conduzido pela Dra. Janaína Braga, Delegada da Delegacia do Idoso e da Pessoa com Deficiência, contará com a participação dos/as idosos/as, instituições que militam no fortalecimento da Política Pública para a Pessoa Idosa e demais integrantes do Sistema de Garantia de Direitos. Ainda na Capital, a unidade do Sesc Centro irá produzir conteúdo para as mídias sociais abordando questões relacionadas ao tema.

O Sesc Sobral, por sua vez, vai criar conteúdos em formato de vídeo, com a participação dos idosos voluntários do projeto Cidadania Ativa, com cartazes contendo frases de conscientização, que serão repassados aos grupos de Whatsapp. Além disso, todo o conteúdo da campanha nacional, bem como a programação de lives e outras atividades relacionadas, será compartilhada entre os idosos atendidos pelo Trabalho Social com Grupos da unidade sobralense.   

No Cariri, de 16 a 24 de junho, também haverá atividades alusivas à campanha, através das unidades do Sesc Juazeiro do Norte e Crato, com a realização de lives, e programações que destacam a divulgação de vídeos alusivos à campanha (feitos junto com os idosos do TSI), bem como, materiais informativos sobre os tipos de violência. Além disso, bate-papo com os idosos, chá literário com tema “Onde Mora a Violência?” contando com a participação especial de profissionais como psicólogos e assistentes sociais para falar do assunto, além de São João literário com muita troca de afeto virtual.

Já na região Centro Sul, em Iguatu, de 17 a 19, a unidade do Sesc iguatuense traz sua programação destacando o tema principal “A violência contra o idoso em tempo de pandemia”. As atividades são oficinas para os idosos do TSI da unidade e Vila Centenária, com as temáticas “Onde Mora a Violência?” e Violência contra o Idoso: saiba reconhecer e combatê-la. As lives serão transmitidas via Google Meet.

Ativos e conectados

Essa não é a única iniciativa focada nesse público especificamente, tanto antes quanto durante a pandemia. Por meio do Trabalho Social com Grupos, o Sesc aposta nos aplicativos de mensagem e chamadas em vídeo para estimular o convívio entre os idosos. Assim, a instituição criou um cronograma de ações online, a partir de grupos de Whatsapp, como forma de manter o vínculo e evitar o isolamento.

As atividades estão sendo realizadas desde o início do isolamento social, com o envio diário de materiais de estímulo cognitivo, vocal, escrita e organização da rotina, dentre outros temas de interesse dos idosos. Desde o final de março, as atividades eram repassadas nos grupos do Whatsapp pré-existentes, que, consequentemente foram utilizados potencialmente no início do distanciamento social. A partir de maio, o TSG decidiu padronizar os conteúdos ofertados aos idosos, de modo que os grupos que, a priori, tinham propósitos bem demarcados, recebessem atividades diversificadas, ampliando assim as ações e repertório de atuação. Além disso, foi criado um novo grupo, o #tudoemcasa, destinado às pessoas que frequentavam as programações, mas não estavam inseridas em nenhum grupo e demostraram interesse no acesso aos conteúdos online.

A programação do TSG durante o isolamento social segue de maneira fixa, como forma de criar uma rotina para os participantes e evitar um fluxo indiscriminado de informações publicadas, “uma vez que eles também precisam ordenar o tempo para realização de outras atividades de seus cotidianos. E toda semana, a equipe muda o estímulo das atividades”, ressalta a Supervisora. Assim, são desenvolvidos trabalhos com memória afetiva, cognição, culinária, artes, dentre outros temas de interesse. Às terças e sextas, os idosos participam das atividades integrativas, que são as ações de mobilização e socialização por meio das redes sociais e plantões de ligação. Na quinta-feira, eles são convidados e estimulados a participarem de lives, com destaque para a programação do “Tudo em Casa Fecomércio”.  

Além disso, sempre às terças-feiras, o TSG compartilha entre os idosos tutoriais com informações básicas sobre o acesso a alguns aplicativos essenciais neste período. Outra iniciativa que está levando saúde e bem-estar para a turma do TSG é o #Fitemcasa, desenvolvido em parceria com o Departamento Físico Esportivo (DFE) do Sesc Fortaleza. Também sempre às terças-feiras, são compartilhados vídeos com sugestões de atividades físicas para serem realizadas em casa. 

 

Serviço:

Sesc - Campanha de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa

Período: 15 a 21 de junho

Mais informações: www.sesc-ce.com.br

 

Live: A violência contra o idoso durante a pandemia

Dia: 15 de junho

Horário: 16h

Transmissão: www.youtube.com/sescsp

 

Live: Violência não

Dia: 18 de junho

Horário: 15h

Transmissão: via aplicativo Zoom.

Mais informações: Instagram @sescce

 

CARIRI

Sesc Juazeiro do Norte

Bate-papo e tira dúvidas sobre violência, que será realizada com os idosos do TSI através do aplicativo Zoom, às 14h;

Dia: 19 de junho

Horário: 14h

Transmissão: via aplicativo Zoom

Sesc Crato

Live: Onde Mora a Violência?

Dia: 17 de junho

Horário: 15h às 16h

Transmissão: plataforma tresmeyard e transmitido pelo Youtube: https://youtu.be/drYpJLB_MpE

Live: São João Literário (Texto literário, São João, música, comidas típicas e troca de afeto virtual)

Dia: 24 de junho

Horário: 15 às 16h

Transmissão: plataforma tresmeyard e transmitido pelo Youtube: https://youtu.be/drYpJLB_MpE


IGUATU

Sesc Iguatu

Oficina para os idosos do TSI da vila Centenária.Temática: Onde mora a violência.

Dia: 17 de junho

Horário: 16h

Transmissão: via Google Meet: https://meet.google.com/heh-demi-pis


Oficina para os idosos do TSI (Temática: Violência contra o Idoso: saiba reconhecer e combatê-la)

Dia: 18 de junho

Horário: 19h

Transmissão: via Google Meet: https://meet.google.com/heh-demi-pis

 

Oficina para os idosos do TSI (Temática: Onde mora a violência)

Dia: 19 de junho

Horário: 08h

Transmissão: via Google Meet: https://meet.google.com/heh-demi-pis

15/06/2020 09:33
Sirecom e Core realizam live sobre rescisões contratuais em tempos de pandemia
O debate esclareceu dúvidas e explicou as legalidades e ilegalidades na hora de rescindir os contratos

Uma parceria entra o Sindicato dos Representantes Comerciais do Estado do Ceará (Sirecom) e o Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado do Ceará (Core-Ce) promoveu nesta quinta-feira, 11, um debate online sobre rescisões contratuais realizadas neste período de pandemia. Com a participação do presidente do Sirecom, Luis José Souza; do presidente do Core, Philomeno Júnior e de representantes comerciais de vários estados, a palestra esclareceu e informou sobre quais são as práticas legais e ilegais na hora de rescindir um contrato.

O tema foi abordado pelo advogado e assessor jurídico do Core-CE, Victor Lucena, que abriu a palestra explicando sobre a Lei 4886/65 que regulamenta a profissão do Representante Comercial e esclarecendo dúvidas acerca da verba indenizatória.

Ele também falou sobre os motivos justos para rescisão do contrato de representação comercial pela representante e pelo representado, da possibilidade de revisão dos contratos, da Lei de Liberdade Econômica nas relações civis e empresariais e explicou ainda sobre o uso da alegação de “força maior” para rescindir contratos.

Victor Lucena também destacou a importância do representante comercial ser regularmente inscrito no Conselho Regional dos Representantes Comerciais para usufruir dos seus diretos, exercendo legalmente a profissão. “Aquele que atua como representante comercial sem estar registrado no Conselho, não está impedido de exigir a contraprestação pelo serviço prestado, o que lhe é resguardado pelo Código Civil. Entretanto ele não fará jus às verbas inerentes ao regime resguardado pela Lei 4886/65”, orientou.

E para quem é sindicalizado, conta ainda com o apoio e assistência da Fecomércio Ceará, que possui uma estrutura organizacional para atender às mais de 150 mil empresas do comércio de bens, serviços e turismo através de um sistema moderno e coletivo.

O presidente do Sirecom, Luis José destacou que o Sindicato e o Conselho realizam assessoria jurídica administrativa gratuita para todos os representantes comerciais regulamente inscritos nos quadros das entidades. Dessa forma, o representante conta com análises jurídicas de contratos, aditivos e rescisões contratuais de interesse dos profissionais, além de tirar dúvidas sobre o Regime Jurídico aplicado, especialmente referente à Lei 4.886/65.

Para Luis José, esse debate foi esclarecedor e outros deverão surgir ao longo do ano. “Foi um momento para os profissionais tirarem suas dúvidas sobre o que legal e o que é ilegal na profissão, tornando-os conscientes dos seus direitos e deveres, seja como representado ou representante”, finalizou.

Serviço

Sindicato dos Representantes Comerciais do Estado do Ceará (Sirecom)

Fone: (85) 3272-4889   

E-mail: amanda@sirecom-ce.org.br

Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado do Ceará (Core)

Fone: (85) 3272-5952

E-mail: atendimento@corece.org.br

12/06/2020 06:06
Conheça o Pronampe: Programa que garante recursos para os pequenos negócios
O consultor jurídico da Fecomércio, João Rafael Furtado, responde as principais dúvidas sobre o Pronampe

Desde o dia 19 de maio está em vigor a Lei Federal 13.999, que criou o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Ela abre crédito especial no valor de R$ 15,9 bilhões com o objetivo de garantir recursos para os pequenos negócios e manter os empregos durante a pandemia do novo coronavírus no País.

Para quem tem dúvidas sobre o Pronamp, o doutor em direito comercial e consultor jurídico da Fecomércio-CE, João Rafael Furtado, esclarece os principais questionamentos.

1. Do que se trata a Lei 13.999?

Sancionada no dia 18 de maio de 2020, a Lei 13.999/2020 instituiu o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO).

2. Quem pode ter acesso a linha de crédito do Pronampe?

As micro e pequenas empresas, ou seja, para aqueles que tiveram receita bruta igual ou inferior a R$ 360.000,00 (microempresa) ou receita bruta superior a R$ 360.000,00 e igual ou inferior a R$ 4.800.000,00 (pequena empresa).

3. Quanto é o valor que está disponível?

A linha de crédito corresponde até 30% (trinta por cento) da receita bruta anual da empresa calculada com base no exercício de 2019. Ou seja, se o faturamento da empresa ano passado foi de R$ 1.000.000,00, o empréstimo pode chegar até a quantia de R$ 300.000,00.

4. Qual a taxa de juros?

A taxa de juros anual máxima da linha de crédito do PRONAMPE será igual à taxa do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic), acrescida de 1,25% (um inteiro e vinte e cinco centésimos por cento) sobre o valor concedido. Hoje a SELIC está em 3%, logo, atualmente, a taxa máxima de juros que pode ser cobrada é de até 4,25% ao ano.

5. Qual o prazo de pagamento?

O pagamento do referido empréstimo pode ser feito em até 36 meses.

6. E para as empresas com menos de 1 (um) ano de funcionamento?

Caso a empresa tenha menos de 1 (um) ano de funcionamento, o limite do empréstimo corresponderá a até 50% (cinquenta por cento) do seu capital social ou até 30% (trinta por cento) da média de seu faturamento mensal apurado desde o início de suas atividades, o que for mais vantajoso.

7. Quais instituições podem oferecer a linha de crédito do Pronampe?

Podem aderir ao Pronampe e, assim, requerer a garantia do Fundo Garantidor de Operações (FGO), as instituições públicas e privadas autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, atendida a disciplina do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central do Brasil.

8. Atenção a obrigação trabalhista trazida pelo Pronampe

As empresas beneficiadas pelo Pronampe deverão reservar o quantitativo de empregados em número igual ou superior ao verificado na data de 18.05.2020, no período compreendido entre a data da contratação da linha de crédito e o 60º (sexagésimo) dia após o recebimento da última parcela da linha de crédito. Caso a empresa não atenda a essa obrigação, haverá o vencimento antecipado da dívida pela instituição financeira.

9. Como pode ser utilizado o recurso do Pronampe?

Todos os recursos recebidos no âmbito do Pronampe servirão ao financiamento da atividade empresarial nas suas diversas dimensões e poderão ser utilizados para investimentos e para capital de giro isolado e associado, vedada, contudo, a sua utilização para distribuição de lucros e dividendos entre os sócios.

10. Quais as garantias que podem ser exigidas das empresas que desejarem aderir ao Pronampe?

A concessão de crédito ao amparo do Pronampe deverá ser exigida apenas a garantia pessoal do proponente em montante igual ao empréstimo contratado, acrescido dos encargos, salvo nos casos de empresas constituídas e em funcionamento há menos de 1 (um) ano, cuja garantia pessoal poderá alcançar até 150% (cento e cinquenta por cento) do valor contratado, mais acréscimos.

11. Quais as garantias para as instituições financeiras que podem aderir e oferecer a linha de crédito do Pronampe?

As instituições financeiras participantes do Pronampe operarão com recursos próprios e poderão contar com garantia a ser prestada pelo FGO, limitada a 85% (oitenta e cinco por cento) do valor de cada operação garantida, com as primeiras perdas da carteira de responsabilidade do FGO

12. Qual o prazo para ser requerer a linha de crédito do Pronampe?

As instituições financeiras participantes poderão formalizar operações de crédito no âmbito do Pronampe até 3 (três) meses a partir do dia 18.05.2020, prorrogáveis por mais 3 (três) meses, observados o § 9º do art. 2º e os seguintes parâmetros.

 

       de   20    

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO